Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Python acessando Oracle® XE no Ubuntu

No último post vimos como instalar o Oracle® 10g Express Edition no Ubuntu Server (sem ambiente gráfico) e habilitar o acesso remoto via http com o Application Express (apex). Agora nosso objetivo é mostrar como acessar o Oracle® XE a partir de uma aplicação Python.

A biblioteca padrão do Python não oferece suporte nativo ao acesso a bancos de dados SQL. Para este fim precisamos fazer uso de bibliotecas de terceiros. No caso do acesso ao Oracle®, faremos uso da cx_Oracle[1]. Para a instalação dessa biblioteca no Ubuntu recomendamos que seja feito a partir dos fontes disponíveis no sourceforge[2].


I M P O R T A N T E: Para que a instalação seja bem sucedida, garanta que os pré-requisitos do cx_Oracle estejam previamente satisfeitos. Para isto, instale, via apt-get, os pacotes libc6-dev e python-dev. Você também precisará do build-essential ferramentas essenciais para compilação de programas.

Após o download, descompacte o pacote, através dos comandos:
$ tar zxvf cx_Oracle-5.0.1.tar.gz
$ cd …

Fazendo funcionar o Oracle® 10g XE em um Ubuntu Server com acesso remoto (http) liberado

Imagem
Saudações.

Esta semana tive que fazer funcionar o Oracle® 10g Express Edition no Ubuntu Server (sem X instalado) com acesso remoto HTTP.

O Oracle® 10g XE requer no mínimo 1024MB de partição swap no sistema. O artigo[0] do Krix Apolinário sobre como extender a memória swap pode ser útil. A instalação é tranquila e sem maiores atropelos. O pacote de instalação[1] contém pucas dependências (o meu Ubuntu reclamou da ausência do dos pacotes bc e libaio) e o artigo do Zezival Sabino Neto[2] é bastante útil para o processo de instalação.

I M P O R T A N T E:

No processo de configuração do Oracle® será solicitado a senha do usuário SYSTEM. Não utilize o caracter '@' (arroba) na composição desta senha, sob pena de não conseguir logar no banco através do sqlplus ou outro cliente.


Após o término da configuração, é necessário reiniciar o Oracle®.

Neste ponto percebemos que o acesso ao gerenciador Web (APEX - Application Express) está restrito apenas ao localhost. Pesquisando no Google, descobri…